sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Verdades da noite

A noite chegou e eu estou só.
Não tenho mais o calor dos teus braços.
Não tenho mais as mãos que afagavam.
É noite e lágrimas brotam dos meus olhos.
Não tenho respostas, nem soluçãoes.
Estamos desaparecendo.
Lentamente...e isso dói
Os sonhos que não realizamos...
Então vá. Porque seguiremos independente de.
A vida é assim.
E por mais clichê que posso parecer o sol um dia volta a brilhar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Toque uma nota.