segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Cansei de te odiar.

Imagem: Google

Um ponto foi colocado, provavelmente um final. Não foi fácil para nenhum de nós, mas foi preciso. A calmaria se fez presente, agora é rotina. Vez ou outra uma lágrima solitária insiste em descer, mas seca tão rapidamente quanto surge. Mas ontem foi diferente, elas vieram em enxurrada...
Perdi as contas de quantas vezes já fui, já parti e de quantas vezes você não veio, ou não pediu para eu ficar.
Mas sabe moço? Cansei de te odiar. Cansei de guardar isso tudo aqui dentro...quero abrir espaço para bons sentimentos chegarem. Te odiar é cansativo demais e eu estou cansada, exausta.
Quero deixar as lembranças do gosto bom.
Prefiro deixar assim...
Erramos feio, várias e várias vezes, mas talvez fosse tentando acertar..
Sigamos nossos caminhos, ainda que distintos, ainda que distantes, ainda que difíceis. Porque a vida é assim,não é mesmo? Precisamos seguir em frente sempre, apesar das escolhas, dos erros e do coração em pedaços...

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Mas tudo bem...


- Vou te esquecer, nem que seja a última coisa que eu faça!
Esbravejou ao sair batendo a porta.
Ela sempre fora uma tempestade, tinha seus dias de calmaria mas quase sempre era trovão.
Depois de inúmeras idas e vindas resolveu tomar uma decisão.
Apesar do temperamento forte era uma sonhadora.
Imaginava o amor algo que trouxesse paz e na maior parte do tempo calmaria
E tudo o que vivera nos últimos dias poderia ter sido tudo, menos paz.
Há uma música que diz que as paixões são tantas e tontas...ela também havia chegado a essa conclusão.
Ela cansou de tentar abrir as portas com as chaves erradas, de colocar esperanças onde não havia chão.
Mas era capaz de se reinventar, de se solidificar e de renascer.
Sabe que o tempo pra curar uma ferida é longo, mas tudo bem tem amanhã e quem sabe depois de manhã e depois de depois de amanhã.

Chegando em sua casa pegou a agenda que ficava em cima da cabeeceira da cama e escreveu em letras garrafais ESQUECER-TE-EI e repetiu aquelas palavras quase como uma prece....que um dia, quem sabe se realizaria.