terça-feira, 29 de julho de 2014

A noite na cidade.

É noite na cidade.
As luzes se acendem.

A prostituta se põe à esquina.
O menino do semáforo acende um baseado.
O mendigo sente fome e frio.

A prostituta vende seu corpo como uma forma de sobreviver.
O menino usa a droga como válvula de escape da relidade
O mendigo busca a esperança em um pedaço de pão.

É noite da cidade. Todos dormem ou não?
É noite na cidade.
Todos dormem? Não.

sábado, 19 de julho de 2014

O que aprendi morando sozinha...


Uma das minhas metas no início desse ano era mudar de cidade, bem isso aconteceu e agora que vou ter mais tempo vou contar aos poucos como é morar sozinha em outra cidade. Para iniciar esse marcador: Home sweet home, vou falar um pouco do que aprendi logo no início...
 
  1. Comida estraga rápido.


Tem que ter uma noção de quanto vai comprar. Não comprar frutas, verduras e temperos em quantidade eles estragam rápido, principalmente tomates. Comprar por semana ou até duas vezes por semana é melhor.

 

  1. É difícil encontrar uma casa.

 
Estou morando de aluguel e a coisa mais difícil foi encontrar uma casa que eu gostasse e coubesse no meu orçamento. Até por se tratar de uma cidade do interior as estruturas das casas são diferentes. É raro encontrar casa de andares tipo apartamentos. Mas depois da procura encontrei uma ao meu gosto.

 

  1. Tem muitas coisas as se fazer em uma casa.

 Minha tarefa na minha antiga casa (de meus pais) se resumia em arrumar o meu quarto. Hoje vejo quanta coisa tem que se fazer em uma casa e, querendo ou não tem que fazer...caso contrário só vai acumular.

 

  1. É preciso anotar os gastos.


Não é questão de ser canguinha não, é planejamento mesmo. Aluguel, água, luz , celular etc. Tudo tem que ir para a ponta do papel para ter um controle mensal. Não correr  risco de faltar no meio do mês.

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Escrever dói.

Escrever muitas vezes é um processo doloroso.
Dói não achar as palavras certas.
Dói ter que se desconstruir, tentando se reconstruir para enfim construir o texto.
Dói ver que o que você escreveu não é exatamente aquilo que queria expressar.
Porque o texto é um tecido de palavras emaranhadas entre si, costuradas pela linha dos pensamentos.
E pensamentos muitas vezes são desconexos.


P.S- texto sobre a escrita do TCC