segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Por onde anda a poesia?

Meu Coração é um dragão- Daniel Caldeira

Eu queria ter versos e palavras que encantam.
Eu queria a poesia para enfeitar minha rotina que por vezes pesa.
Procuro por ela, mas parece que se escondeu de mim.

Eu queria uma bela canção que espantasse essa tristeza que insiste em se aproximar.
Preciso de cores e ando buscando.
Preciso de sons que se encaixem em melodias.

Se encontrarem a poesia perdida por aí, digam a ela que estou à espera.
Preciso reencontrá-la, quero que siga comigo...

"É preciso ser poeta."-


sábado, 8 de outubro de 2016

Clamor da meia noite

Quando chega a noite e você está só.
Só há você e o travesseiro.
Você e o papel.
Quando as palavras não bastam .
Quando a dor não passa.
Quando você quer se esconder.
Quando as forças se acabam.
Quando a voz não ecoa
Quando o sorriso dissipa.
Só lhe resta um clamor.
O clamor de um coração que procura descanso.
O clamor de uma alma que procura abrigo.
O clamor de uma filha que precisa do Pai.
O clamor é a oração dos aflitos.