quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

E naquele refrão coube aquele amor.


Como uma música a história daqueles dois era assim:
Feita de sons e silêncios, altos e baixos , versos e "inversos". 
Poeticamente feitos um para o outro.
Num compasso infinito de idas e vindas.
 Harmonia, melodia, sintonia de dois corações.
 A vida daqueles dois já coube em um refrão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Toque uma nota.