sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Des(encontros).

Trinta anos se passaram desde aquela nossa "conversa" . Trinta anos, quanto tempo... e nesse tempo me casei com um advogado amigo da família. Um advogado bem sucedido profissionalmente e de boa aparência física.Tivemos dois filhos, um casal, o maior presente que eu poderia ter. Mas infelizmente meu casamento não durou muito, com dez anos de casados meu esposo pediu o divórcio, ele tinha seus motivos: faltava amor, sobrava rotina e indiferenças. Não quero lembrar dessa fase da minha vida, quero falar sobre o que aconteceu nos últimos meses. Dois meses atrás recebi uma notícia- Ele (o meu passado distante, o amor que foi embora sem ao menos dizer adeus) havia sofrido um acidente e estava internado em estado grave. Falou aos familiares que queria me ver, falar comigo. Fiquei surpresa e mesmo com medo decidi ir ao seu encontro. Que surpresas estariam me reservando o futuro...?

P.S- Para entender melhor a história sugiro ler   Fale agora ou cale-se para sempre..      . 

13 comentários:

  1. Opaa! Diga que isso vai ter continuação. Tô esperando... rsrsrs
    Quero saber o que acontece, Tally! O que esse amor do passado tem a dizer?
    Ai, que maldade, super curiosa aqui. Favor postar o restante, viu, dona moça?
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai ter sim Emi, pensei na continuação mas ainda não imaginei o final, enquanto isso a história se desenrola.

      Excluir
  2. Curiiiosidade aqui é mato! =/ estou doida pra saber o fim dessa história. Beijos

    ResponderExcluir
  3. Ual, que tenso. Essas coisas de sentimentos entalados são um caso sério. Ansiosa pelo desenrolar da história.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma dor pra quem sente isso entalado. E para o outro algo que poderia ter sido e não foi. Abraço

      Excluir
  4. Aguardando o final, ou a melhor parte, ou tudo isso junto.
    logo.

    ResponderExcluir
  5. Ai Deus.
    Esses contos são sacanagem! a gente fica querendo-querendo o final, sem querer sabe?
    Tenho medo desse passado e desse futuro. Sei lá.
    O presente é tão mais palpável.
    Tomara que a decisão do encontro tenha sido certa. :D

    ResponderExcluir
  6. Olá Tali. Boa Tarde.

    É, o que será que o futuro revelará? Uma provável segunda chance!?
    Caramba, se isso proporcionar uma melhora de vida para ambos, por que não? Cada um podo em pondo em prática se tornar melhor, tanto pra si mesmo quanto para o outro. É, acho que é isso que chama de renascimento. Caramba, depois de uma crise, depois das afetividades ressaltadas e do amadurecimento que a situação possibilitou... Essa é a luz da existência e desfocar das trevas interiores traz uma paz e vitalidade necessária para darmos mais e mais passos rumo as nossas missões em vida.

    Obrigada por me marcar no #TodosComenta flor.

    Grande abraço da Pérola. =)

    ResponderExcluir
  7. Textos curtos e com continuação que atiçam quem lê. Baita sacada, minha amiga! Assim como os outros, fico aqui aguardando o desenrolar e o desfecho dessa história...

    Beijão!

    ResponderExcluir
  8. Daqueles trechos curtos com vontade de quero mais. ainda bem que vim ler bem no dia de postagem-continuada.

    A N S I E D A D E.

    ResponderExcluir

Toque uma nota.