terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Na beira do lago.

Imagem: Google

A lua reflete no lago e libero uma lágrima pelo rosto.
A lágrima de um amor tão doce, tão profundo.
Um amor que me rasga a alma.
Ouço um rádio de pilha e a canção que tocou me fez lembrar você, meu amor, meu bem-querer.
E penso em como seria minha vida sem ti...
A verdade é que já não consigo imaginar como ela seria.
Você se faz presente em meus coração em meus pensamentos.
Você é a presença que me apraz.

Um comentário:

Toque uma nota.