quinta-feira, 26 de junho de 2014

TAG- Nacionais na minha estante

Imagem: We heart it
Vi essa TAG - no blog Arqleitura- e na busca por responder as questões acabei descobrindo que quase não leio autores nacionais e que os poucos que eu li, a maioria foi na vida escolar (hello adolescência) - preciso mudar isso URGENTE!. Bem vamos lá responder as questões:


1º Indique três livros nacionais que você tenha lido, gostado e que esteja na sua estante.

O largo da Palma- Adonias Filho- Da última vez que pesquisei ele estava fora de estoque. O livro narra várias histórias que acontecem em Salvador. De todas a minha preferida é a moça dos pãezinhos de queijo. Gosto da forma que o autor escreve, prende a atenção a minha única crítica é que traz uma visão estereotipada da Bahia sobre prostituição e outras questões. Mas gostei tanto do livro que o reli 5 anos depois de o ter lido pela primeira vez.

Dom casmurro- Machado de Assis: Um clássico que muita gente já leu (vestibular). Apesar de toda a polêmica que envolve Capitú: traiu ou não traiu? O livro termina com o suspense. A história é boa, a única coisa chata (para mim) é a dificuldade de entender as palavras- geralmente eu lia com um dicionário ao lado- visto o contexto histórico em que foi escrito.

O código da Inteligência - Augusto Cury: Autoajuda, mas trás alguns conceitos de psicologia e outra áreas. Gostei do livro e vou confessar que tenho uma coleção de Augusto Cury mas com o tempo fui percebendo que as temáticas dos livros eram geralmente as mesmas. E mudei de autores.


2º Indique um ou três livros nacionais que tenha na sua estante e que você ainda não leu.

O cortiço- Aluísio de Azevedo - Pretendo ler nos próximos meses.


3º Indique um ou três livros nacionais que não tenha na sua estante e que gostaria de ter. 

A hora da Estrela- Claríce Lispector- assisti uma peça sobre esse livro no Ensino Médio. Ainda não o li e quero muito ler.

O amor chegou tarde em minha vida- Ana Paula Padrão- Li a Sinopse e me interessei pelo livro. Traz uma reflexão sobre a mulher no atual contexto da sociedade brasileira.

2 comentários:

  1. Ai Tally! Acredita que não sabia que Augusto Cury é brasileiro?! :p
    Até que leio muitos nacionais e gosto!
    Leia Jorge Amado, uai! Baiana que não lê Jorge não pode. hahahahhaha
    E AMO O Cortiço! De verdade! Li pra resenhar pra escola, mas amei, amei, amei. <3 <3

    Adorei ter respondido a tag e falado do ArqLeitura. :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comecei a ler capitães de areia no Ensino Médio e nunca consegui sair da segunda página, rs. Mas vou tentar ler outra obra dele.
      =)

      Excluir

Toque uma nota.