quinta-feira, 2 de julho de 2015

Cacos pelo chão.

Imagem: Google

Olhem, olhem para o chão.
Não estão vendo? Lá estão todos os meus cacos estilhaçados.
Olhem minhas mãos, vejam como sangram.
Sangraram nas vãs tentativas de recolher os cacos.
Por que é mais fácil quebrar do que construir?
A dor me corrói por dentro e o meu coração está tão cansado.
Preciso de descanso...
Olhem para mim? Não conseguem ver?
Me despedaço tentando fazer-me inteira.
E o que restou?
Apenas cacos, estilhaços, sangue e dor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Toque uma nota.