sexta-feira, 24 de julho de 2015

Por que?


Porque tem que ser assim?
Por que parece que perdemos o respeito pelo outro?
Por que as palavras são como lanças pontiagudas e ferem aqui e ali?
Por que temos que ficar assim?
Cadê o amor jurado? escrito? Desenhado naquela árvore?
Onde estão os versos declarados?
As promessas?
O vento levou?
Não tenho mais tempo para palavras jogadas ao vento....

4 comentários:

  1. Por que fazer promessas que não poderão ser cumpridas?
    Por que esperar tanto dos outros?
    Por que complicar tanto as coisas?

    Somos assim, um amontoado de palavras ao vento.

    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Verdade, obrigada pelas palavras Ari
    Bjs no coração

    ResponderExcluir
  3. tantas, tantas, tantas, tantas perguntas sem resposta =(

    beijo meu,
    MF | www.fernandaprobst.com.br

    ResponderExcluir

Toque uma nota.