segunda-feira, 18 de abril de 2016

Coisa de alma


É coisa de alma, não dá pra explicar
É um vazio no peito
Uma dor que não cessa
Uma saudade que lateja
É falta de ar, de chão
Uma ligação que não quebrou
Um laço que persiste
Um amor que insiste
É coisa de alma 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Toque uma nota.