quinta-feira, 13 de março de 2014

Tudo Menos Normal


Li esse livro ano passado, mas foi um livro diferente. Primeiro porque comprei pelo título, mas ao ler a sinopse não me interessei muito pela história (o enredo não era tão interessante). Ao ler me surpreendi, não com o enredo mas com o personagem. Jason Blake um menino autista de doze anos descreve o mundo como ele vê. Confesso que por vezes me perguntei se a autora estaria sendo fidedigna aos portadores desse "transtorno", mas vi no livro que ela pesquisou muito sobre o assunto. 
Gostei do personagem porque além de pensar diferente dos demais ele tem uma ligação intensa com as palavras eme envolvi tanto com ele que cheguei a sentir saudades do livro quando acabou a leitura.

Alguns trechos que mais gostei:

"As coisas acontecem e só"

"As pessoas não querem dizer tudo oq ue falam...então por que falam?"

"As palavras e as letras, só porque você não entende o significado delas, não significa que elas não tenham um."

"Um mais um são dois e então não estou mais com tanto medo."

"Toda palavra que você escolhe significa algo que você acha que significa e mais."

"Nunca me senti com sorte antes, que eu possa me lembrar, mas me sinto agora."

"Livros são como Brownies"

"Tudo o que somos, tudo que podemos ser, são as histórias que contamos."

Selecionei algumas, mas anotei muitas outras. Digam se não são apaixonantes as palavras de Jason?

Eu não falei antes, mas Jason escreve histórias em um site. Ele cria um personagem e posteriormente altera o enredo por conta das coisas que acontecem em sua vida. Não vou contar o restante senão estraga o final.

Uma leitura leve mas que não deixa de nos fazer refletir sobre o eu, o outro, os demais e que somos diferentementes iguais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Toque uma nota.